Notificações

 
 
100 Thieves irão voltar ao CS:GO
 

Data: 19 Julho 2019 17:52

 
 

Depois de uma passagem pelo CS:GO falhada que durou apenas dois meses, os 100 Thieves possuem planos para retornar ao cenário competitivo de Counter-Strike: Global Offensive num futuro próximo, o fundador e CEO da organização sediada em Los Angeles, Nadeshot, confirmou-o no seu último vídeo no YouTube.

Nadeshot revelou que a sua organização voltará ao CS:GO "com a força toda", mas não deu muitos detalhes, tais como se está à procura de um line-up completo para contratar ou de free-agents, tais como Robin "flusha" Rönnquist ou Fabien "kioShiMa" Fiey ou até jogadores que estão no banco, como, por exemplo, Owen "smooya" Butterfield e Miikka "suNny" Kemppi, respetivamente, dos BIG e dos mousesports.

Desde que os OpTic foram comprados pela Immortals, a sua equipa de CS:GO tem estado à procura de uma nova casa, pois, como a Immortals já possui a MIBR não pode operar com outro roster de CS:GO. O AWPer dinamarquês Kristian "k0nfig" Wienecke fez um tweet recentemente a indicar que já assinou contrato com a nova organização e está feliz por isso, podendo esta ser os 100 Thieves.

Em dezembro de 2017, os 100 Thieves contrataram o core da Immortals, composto por Vito "kNgV-" Giuseppe, Henrique "HEN1" Teles e Lucas "LUCAS1" Teles, que tinha ficado em 2º lugar no PGL Major Krakow 2017. A estes três jogadores detentores do estatuto de 'Legends' no Major seguinte juntaram-se Lincoln "fnx" Lau e Bruno "bit" Lima e este quinteto era suposto ter participado no ELEAGUE Major 2018, porém não o fez por 'problemas de imigração'.

De seguida, kNgV- teceu comentários inapropriados contra o analista Duncan "Thorin" Shields numa discussão no Twitter e o seu contrato com a organização foi terminado. Uma semana depois, o restante quarteto foi também liberado do seu contrato sem realizar um único jogo oficial pelos 100 Thieves que, desde então, não voltaram ao CS:GO.

Comentários

É necessário ter o login feito para efectuar um comentário.