Notificações

 
 
Valve aborda questões de exclusividade e conflito de interesses; Revela que 11M USD serão distribuídos às equipas do Major
 

Autor: Marcelo Silva

Data: 19 Setembro 2019 13:51

 
 

A equipa de desenvolvimento do CS:GO lançou recentemente no seu blog um post com o titulo "Keeping things competitive" que aborda diversas questões atuais, algumas das quais inclusive surgiram no último major quando diversos streamers levaram "ban" da twitch por estarem a fazer stream da GOTV algo que era assumido como sendo premitido com base na história e acontecimentos de outros majors.

Além desse tema foi ainda abordado, e com especial destaque, as questões da exclusividade e dos conflitos de interesse. Inicialmente a Valve diz que "as licenças para fazer torneios de CS:GO são gratuitas", justificando tal facto com a empresa não querer interferir na criação de conteúdo de valor para os seus clientes (pessoas que possuem uma versão do jogo), no entanto, a Valve diz que não irá atribuir tais licenças para torneios que acentam num formato de exclusividade, isto é, para torneios (sejam em formatos regulares ou ligas) em que as equipas participantes são proibidas de atender outras competições. Além disso, nesta cláusula entram também os torneios que funcionam à base de "ownership" por parte das organizações, ou seja, em que as organizações detêm parte da competição. Embora seja complicado de determinar o que a Valve quer dizer com " events that restrict participating teams from attending other events", isto à partida serão apenas eventos que têm no contrato que as equipas têm que aceitar para participar uma condição que indica que estas não poderão participar em torneio X ou Y.


As equipas participantes do último major terão 11 milhões de dólares distribuidos entre elas, valor proveniente de gastos com items

Ainda nestes updates mais recentes a Valve introduziu pela primeira vez uma API, que permite aos desenvolvedores obterem a lista de últimos jogos de um determinado jogador.

Quanto à questão inicialmente abordada, sobre as streams do major, a Valve passou toda a responsabilidade da decisão para os organizadores de cada major, esclarecendo que os interessados em fazer uma stream diferente das oficiais devem entrar previamente em contacto com a organizadora do evento em questão, levando a querer que isso será suficiente para não haver problemas neste campo.

Para além disto a Valve revelou ainda os valores que foram feitos com a compra/venda de items relacionados com o major, valor esse que será distribuido pelas equipas participantes. A quantia total foi de 11 milhões de dólares, não tendo sido especificado o valor de cada categoria de itens em concreto.

Comentários

É necessário ter o login feito para efectuar um comentário.