Notificações

Kinguin ALTERNATE a. 1.43 2.65
 
 
Análise - Torneios portugueses 2017 vs 2018 (primeira parte do ano)
 

Autor: Marcelo Silva

Data: 15 Agosto 2018 00:14

 
 

Agosto é o mês que marca o fim da primeira parte do ano nos Esports, embora seja um mês depois do fim do primeiro semestre - primeira parte do ano cívil, uma vez que é nesta altura que é dado o chamado "players break" sendo então este um mês que praticamente não tem torneios. Com esta primeira metade do ano, resolvemos fazer um apanhado de tudo e comparar com aquilo que aconteceu no ano passado para termos uma ideia da evolução.

A primeira coisa que se nota é que, embora tenham existido ligas nesta primeira parte do ano (o que não aconteceu o ano passado), os primeiros três meses do ano tiveram, novamente, uma ausência de torneios, como já se torna característico. O ano passado, o primeiro trimestre do ano recebeu dois torneios online com prémios em material, desta vez tivémos as primeiras jornadas da Superliga e o torneio lan da MMZ Arena, mas, de resto, continuam a não ser organizados muitos torneios de caracter pontual nestes primeiros três meses.


O 4Gamers Lisboa 2017, vencido pelos Space Soldiers, foi o evento com maior prize-pool da primeira metade de 2017


2017 (primeira parte)

Vamos aos dados gerais desta primeira parte do ano de 2017:

  • Total:
    • Prémios: 17 mil euros (material não contado)
    • Total de equipas em qualificadores (não único): 767 equipas
    • Número de torneios: 6
    • Número de torneios com fase final LAN: 3
    • Equipas em fases finais LAN: 26
  • Dados por torneio (média):
    • Prémios: ~2833 euros
    • Prémios (excluindo torneios com prémio em material e sem prémio): ~5666 euros
    • Equipas em qualificadores (não único): 127
    • Equipas em fases finais LAN (contando com torneios exclusivamente online): 4,33(3)
    • Equipas em fases finais LAN (excluindo torneios exclusivamente online): 8,66(7)

Nestes dados, excepto onde explicitamente mencionado, estão incluídos torneios sem prémio monetário também.

Ao analisarmos os dados conseguimos perceber que, mesmo com três eventos de carácter completamente online, o número de equipas nas fases finais em LAN é superior a 4. Estes números são altos, tendo em conta que 50% dos torneios não tiveram equipas em LAN, porque existiu um torneio ( MESC) que teve 16 equipas em LAN, sendo exclusivamente jogado offline e também porque não houve nenhum torneio (dos jogados apenas em LAN) que tenha tido menos de quatro equipas em LAN.

Os restantes dados servirão apenas para a comparação final, pelo que não nos interessa ir muito ao detalhe, no entanto, quando olhamos para os prémios, e contando apenas os torneios com premiação monetária, vemos que em média cada um teve cerca de 6000 euros. O valor máximo de premiação nesta primeira metade do ano foi de 10 mil euros e o minimo de 2 mil.


O MESC reuniu 16 equipas em LAN (Foto de: MESC)


2017 (ano completo - bónus)

Vamos aos dados gerais de todo o ano de 2017:

  • Total:
    • Prémios: 53 mil euros (material não contado)
    • Total de equipas em qualificadores (não único): 1498 equipas
    • Número de torneios: 12
    • Número de torneios com fase final LAN: 8
    • Equipas em fases finais LAN: 50
  • Dados por torneio (média):
    • Prémios: ~4437 euros
    • Prémios (excluindo torneios com prémio em material e sem prémio): ~5916 euros
    • Equipas em qualificadores (não único): 124
    • Equipas em fases finais LAN (contando com torneios exclusivamente online): 4,16(7)
    • Equipas em fases finais LAN (excluindo torneios exclusivamente online): 6,25


A primeira temporada da Superliga foi o torneio de 2017 com maior prize-pool, tendo distribuido mais de 10 mil euros em prémios

 


2018 (primeira parte)

Dados da primeira parte de 2018:

  • Total:
    • Prémios: 79 mil euros
    • Prémios (sem XL): 29 mil euros
    • Total de equipas em qualificadores (não único): 1066 equipas
    • Número de torneios: 8
    • Número de torneios com fase final LAN: 8
    • Equipas em fases finais LAN: 34
    • Equipas em fases finais LAN (sem XL): 28
  • Dados por torneio (média):
    • Prémios: ~9875euros
    • Prémios (sem XL): ~4142 euros
    • Equipas em qualificadores (não único): 133
    • Equipas em fases finais LAN: 4,25
    • Equipas em fases finais LAN (sem XL): 4

Antes de mais nada, convém explicar o porquê de termos excluido o Moche XL Esports de alguns dados. Embora seja um torneio que decorreu em solo português e teve uma via de qualificação exclusiva para equipas Portuguesas, é um torneio que não é 100% composto por equipas portuguesas e que portanto, em certas áreas não faria sentido comparar com 2017.


O Moche XL Esports foi uma marco nos Esports nacionais


Dito isto, é altura de passarmos a fazer a tal comparação entre a primeira metade de 2017 e o mesmo período em 2018.

Para efeitos de comparação entre 2017 e 2018, para além do óbvio de que houveram mais torneios em 2018 e que houve bastantes mais torneios com fase final em LAN, todos os restantes dados que iremos comparar faz sentido usar os dados médios, uma vez que usando os outros não iriamos conseguir nenhuma comparação que desse a perceber a evolução das coisas.

Assim sendo, a primeira coisa que notamos ao meter os dados lado a lado é que na primeira metade de 2017 os 3 torneios que tiveram prémio monetário, tiveram uma maior premiação por torneio do que na primeira metade de 2018. Isto acontece porque, como referido anteriormente, na primeira parte de 2017 o minimo de prize-pool que houve foi de 2 mil euros e o máximo 10 mil, enquanto que este ano (excluindo o XL) o minimo de premiação foi de 1000 e o máximo de 7000.


O que nos espera a segunda parte de 2018?

De seguida, passando à parte das equipas em qualificadores por torneio, conseguimos ver que os números estão bastante próximos.

Passando à parte das equipas em fases finais LAN, que se calhar é um dos números mais importantes desta recolha, vemos que enquanto que na primeira parte de 2017, mesmo com 3 torneios a decorrerem exclusivamente online, existe uma média superior, ainda que por pouco, no número de equipas em LAN por torneio. Se tivermos em conta que em 2018 todos os torneios foram lan e formos ver em 2017 os números relativamente apenas a esta parte (torneios exclusivamente LAN) vemos uma média quase de 9 equipas por torneio, contra os 4 de 2018.

Ou seja, embora o número de lans tenha aumentado, o que está a acontecer é que o número de equipas na LAN está a diminuir, havendo inclusive eventos que levam apenas as duas equipas finalistas há lan. Estas limitações das equipas em LAN devem-se, muitas das vezes, a questões de logística mas também de horários dos eventos em que os torneios se encontram inseridos.

Comentários

É necessário ter o login feito para efectuar um comentário.